quarta-feira, 28 de junho de 2017

Rio intensifica atualização da caderneta de vacinação do adolescente



A Secretaria Municipal de Saúde inicia nesta segunda-feira, 19 de junho, atualização da caderneta de vacinação do adolescente. Até o dia 21 de julho, seis vacinas que compõem o esquema vacinal para meninos e meninas de 9 a 14 anos estarão disponíveis nas clínicas da família e centros municipais de saúde. Os adolescentes deverão comparecer às unidades levando sua caderneta ou comprovante de vacinação para avaliação e, no caso de haver alguma dose em aberto, ela será aplicada.

O objetivo da campanha é proteger o adolescente e o pré-adolescente precocemente contra doenças evitáveis a que ele possa estar sujeito até a vida adulta. Em outras palavras, é vacinar no presente para proteger o futuro. Durante a campanha – que terá como dia D de mobilização o sábado 1º de julho – estarão disponíveis todas as vacinas voltadas para a faixa etária, entre elas, a da febre amarela, a HPV quadrivalente e a Meningocócica C. Caso o adolescente esteja com mais de duas vacinas em aberto, o profissional de saúde avaliará quais são as de prioridade de aplicação para cada caso e agendará o retorno para administração das demais.

As vacinas fazem parte da rotina de imunização e estão disponíveis nas unidades de Atenção Primária (clínicas da família e centros municipais de saúde), de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Para saber a unidade mais próxima de sua casa ou escola basta verificar pela internet, no serviço Onde ser atendido, ou pela Central de Atendimento da Prefeitura, no telefone 1746.

Confira as vacinas voltadas aos adolescentes:

Contra a febre amarela – É aplicada em uma única dose, que garante proteção para toda a vida. Pode ser administrada em pessoas dos nove meses de vida aos 59 anos de idade. Na adolescência, deve ser aplicada somente em quem ainda não tenha sido vacinado. Dentro de toda a faixa etária indicada, só não é recomendada em casos de gestação, alergia aos componentes da vacina e em pacientes em terapias imunossupressoras, portadores de doenças autoimunes, transplantados de medula óssea, com histórico de doença do timo e com problemas neurológicos de natureza desmielizante. É importante lembrar que no município do Rio de Janeiro não há casos da doença e que a vacina é apenas preventiva.

HPV quadrivalente – É destinada a meninos e meninas em faixas etárias diferentes, mas para ambos o esquema vacinal e composto por duas doses, com intervalo de seis meses entre elas. É importante tomar as duas para garantir a imunidade ao vírus. Para as garotas, a vacina é voltada para a faixa etária dos 9 aos 14 anos. Já para os garotos, é aplicada nas idades de 11 a 14 anos. A vacina contra o HPV dá proteção aos adolescentes para que, no futuro, já adultos, não desenvolvam doenças como o câncer de colo de útero, para as mulheres, ou o câncer de pênis, para os homens.

Meningocócica C conjugada – Entrou para o calendário de vacinação do adolescente este ano e é destinada a adolescentes de 12 e 13 anos. O esquema vacinal é composto por uma única dose na adolescência, que reforça a vacinação infantil e ajuda a garantir proteção contra a doença meningocócica C nesta fase da vida. Todos os adolescentes na idade indicada que não tiverem tomado a vacina deverão ser imunizados.

Dupla adulto – Evita difteria e tétano. Deve ser aplicada a partir da adolescência, 10 anos depois de a criança ter tomado a última dose de Penta/DTP/dT. Neste caso, o esquema vacinal pode ser de uma a três doses, conforme o histórico de vacinação na infância e, por isso, é muito importante que a caderneta de vacinação seja levada ao posto de saúde, para avaliação pelo profissional qualificado. Na fase adulta, um reforço deverá ser aplicado a cada 10 anos.

Contra a hepatite B – Pode ser aplicada em qualquer momento, também conforme avaliação do histórico vacinal anterior. Ao todo são recomendadas três doses em toda a vida, que preferencialmente devem ser tomadas entre a infância e a adolescência.

Tríplice viral SCR – Protege contra sarampo, caxumba e rubéola e é indicada aos adolescentes que não tenham tomado na infância as duas doses indicadas, por isso é fundamental a apresentação da caderneta para avaliação pelo profissional de saúde. Caso necessário, é feita a complementação do esquema vacinal.

 Imagens para Divulgação:
 


Profilaxia de Raiva Humana - Unidades de Vacinação




Folder para impressão: clique aqui

sexta-feira, 18 de março de 2016

SECRETARIA DE SAÚDE COMEMORA O DIA DO ORGULHO SUS



A SMS comemora, no dia 21 de março, a segunda edição do Dia do Orgulho SUS. A data foi criada por iniciativa do Conselho Municipal de Saúde, inspirada em uma ação iniciada na Inglaterra, o Change Day. A campanha de mobilização, que vai desta segunda-feira, 14, até o dia 23, faz parte de um movimento global e voluntário em prol dos sistemas de saúde e busca marcar o compromisso de cada um para tornar a saúde pública melhor.

A campanha de 2015 consistiu em perguntar aos funcionários e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) no município do Rio qual o compromisso de cada um por um SUS melhor. Em resposta, mais de 3,8 mil fotos foram publicadas no Instagram com compromissos para melhorar nosso sistema de saúde. Neste ano, a SMS pretende aumentar esses números, contando ainda mais com a participação de profissionais que atuam no SUS e usuários, que podem participar compartilhando uma foto ou vídeo no Instagram com a hashtag #orgulhosus, explicando quais ações cada um faz no dia a dia para tornar o SUS melhor.

Além disso será disponibilizada na página de Facebook e do Twitter da SMS o Twibbon #orgulhosus. Assim, todos podem trocar a foto de perfil no Facebook e Twitter para mostrar o apoio à campanha. A página da SMS no Facebook pode ser acessada pelo endereço página http://www.facebook.com/SecretariadaSaudeRJ. No Twitter, o endereço é http://www.twitter.com/Saude_Rio.

No ano passado, a campanha #orgulhosus alcançou mais de 20 mil pessoas no Facebook e no Twitter. No Google não foi diferente: em apenas sete dias, foram mais de 11 mil menções ao termo "Dia do Orgulho SUS", e 5,1 mil à hashtag #orgulhosus. Um twittaço garantiu o terceiro lugar nos trending topics do Twitter no Rio de Janeiro – isso significa que o Orgulho SUS foi o terceiro assunto mais discutido pelos cariocas nas redes sociais naquela data.

Como participar:

1 - Compartilhar as fotos com a hashtag #orgulhosus nas redes sociais, explicando o que faz no dia a dia para melhorar e fortalecer o SUS;
2 – Trocar a foto do perfil utilizando a ferramenta "Twibbon", que será disponibilizado na páginahttp://www.facebook.com/SecretariadaSaudeRJ;
3 – Realizar eventos e ações nas unidades de saúde para promover o Dia do Orgulho SUS;
4 – Divulgar nas redes sociais essas ações e a importância do Dia do Orgulho SUS;
5 - Fazer um twittaço no dia 21 com a hashtag #orgulhosus.

Fonte: Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://www.rio.rj.gov.br/web/sms/exibeconteudo?id=5993260>. Acesso em: 18 MAR. 2016.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Programa de Controle de Tabagismo - Estratégias



Considerando as ações propostas e apresentadas pelo Programa de Controle de Tabagismo (PCT) na Capacitação realizada na CAP 3.1, disponibilizamos: planilha referente a Programação dos 2 Grupos a serem realizados por mês e planilha de controle mensal com instrutivo para preenchimento.

A planilha de controle mensal deve ser encaminhada para os emails assessoriadetabagismo@gmail.com com cópia para: dapscap31promocao@gmail.com até o dia 03 de cada mês.

Demais Documentos (clique no título):
  1. Ficha de Anamnese tratamento tabagismo REDUZIDA_Atualizada
  2. ACT_Planilha de Coleta e Tratamento do Tabagismo_Oficial
  3. CRONOGRAMA DOS GRUPOS
  4. Protocolo tabagismo_final 08-04-15
  5. Tabagismo-ASSAF_Dicionário de Dados_Planilha de Coleta
  6. Códigos de Procedimento e CBO para Controle de Tabagismo